OLHO ABERTO: É preciso reformular o elenco do Vitória


Após o encerramento de mais uma temporada inicia-se o período de especulações sobre contratações, dispensas e renovações no futebol brasileiro. No Vitória em especial, teremos também um pleito “tampão” que vai decidir quem será o presidente e vice do conselho diretor do clube por mais dois anos.

Mais uma vez acreditamos que de forma tardia e sem planejamento, o Esporte Clube Vitória deixou ou deixará para começar a analisar o mercado da bola e principalmente o seu elenco ao final das eleições.

Sem presidente e, consequentemente, sem planos de campo e bola  (e porque não de logística, haja vista que o calendário de ano de copa do mundo é sempre mais enxuto e difícil). O Vitória partirá para adentrar em mais uma temporada sem um modelo profissional e integrado de trabalho.

Onde os clubes mais evoluídos entram com time titular quase definido, novos atletas já contatados e/ou pré-contratos, plano de jogo e modelo definidos, rotinas de trabalho e metodologia de treinos já enraizadas no profissional e na base, Scouts de analises de desempenho com relatórios prontos para serem entregues ao futebol de seus clubes.

Como de costume, o Vitória não se posicionou ainda sobre negócios no futebol e talvez por conta de estar com presidente interino foi melhor não resolver a situação dos atuais atletas agora.

Com base nessa situação, nós do Coluna vamos esboçar o que entendemos de ideal nesse momento, no que diz respeito a preparar num mínimo possível o plantel do clube para 2018.


Para poder continuar lendo este e todos os conteúdos completos, seja nosso assinante por apenas R$ 5,00 mensais (CLIQUE AQUI). Nosso assinante também participa de sorteios e lista de transmissão no WhatsApp. Para pagamento via boleto nos informe seu e-mail (@colunaecvitoria@gmail.com).  

Planos:

Mensal 5,00: 
Semestral: 28,00:
 
Anual: 55,00:   

0 comentários:

Postar um comentário