Papo Tático: Ponte Preta 2 x 3 Vitória

Vitória e Ponte Preta fizeram um duelo de vida ou morte neste domingo (27), no Estádio Moisés Lucarelli, em jogo válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017.

Escalação

Vagner Mancini surpreendeu quando o perfil oficial do clube anunciou a escalação com Willian Farias entre os titulares. Na minha visão, um risco desnecessário, pois o jogador vem a alguns meses de inatividade. No entanto, minutos antes da partida, Farias voltou a sentir, sendo posteriormente retirado do time de cima.

A equipe rubro-negra foi escalada com: Fernando Miguel; Patric, Kanu, Wallace e Geferson; Correia, Ramon, Yago e David, Neílton e Tréllez.

A meu ver Mancini foi coerente ao colocar o time citado. Talvez, tivesse entrado com José Welison no lugar de Ramon, mas nada que chegasse a ser considerado algum equívoco por parte do treinador. 

O retorno de Neílton a equipe se fazia necessário, pois o Vitória precisava vencer a partida e, neste cenário, contar apenas com David para dar velocidade é pouco. Claro que não podemos deixar de mencionar a péssima fase que vive Neílton, no entanto, o elenco não possui outros jogadores com a mesma característica, então tinha que ser ele mesmo.

O jogo

Com o retorno de Neílton ao time titular, a equipe rubro-negra voltou para o 4-4-2. Porém a partida não iniciou muito a favor do Vitória. Também precisando do triunfo a Ponte Preta se lançou ao ataque, e com toques rápidos conseguia envolver o sistema defensivo rubro-negro.


A imagem acima mostra um dos motivos para o sistema defensivo do Vitória não ter funcionado no início do jogo. Na estratégia que vem sendo adotada por Mancini desde quando assumiu, Neílton....


Para poder continuar lendo este e todos os conteúdos completos, seja nosso assinante por apenas R$ 5,00 mensais (CLIQUE AQUI). Nosso assinante também participa de sorteios e lista de transmissão no WhatsApp. Para pagamento via boleto nos informe seu e-mail (@colunaecvitoria@gmail.com).  

Planos:

Mensal 5,00: 
Semestral: 28,00:
 
Anual: 55,00:   

Um comentário: