ANALISANDO O CONTRATADO: Juninho


Evanildo Borges Barbosa Júnior

Para o futebol, apenas Juninho. Baiano, nascido em Salvador, atua como Lateral Esquerdo, tem 27 anos, altura 1,71cm e é canhoto.  Em 2007, o atleta iniciou na base do Pão de Açúcar, hoje chamado de Grêmio Osasco Audax, clube paulista. Logo em 2008, chegou por empréstimo ao Figueirense e participou bem da campanha de acesso do clube à Série A do brasileiro em 2009. Ficou por lá até 2011, fazendo 92 jogos e marcado 6 gols. Viveu seu melhor ano em 2011, ganhando o troféu bola de prata como Lateral Esquerdo.
Chegou ao Palmeiras e atuou de 2012 a 2014, com 155 jogos e 12 gols. Em 2015, retornou ao Figueira por empréstimo, jogando por 13 partidas. Em 2016, já no Goiás, fez 35 jogos e marcou 1 gol. Se transferiu para o Cazaquistão para atuar no Aktobe, fazendo 7 partidas no primeiro semestre de 2017 e marcando 1 gol.

Juninho é baiano de Salvador, mas, assim como vários outros, não atuou em nenhum clube da capital, fazendo carreira fora e voltando consolidado como profissional.

Suas principais características são: posicionamento na linha, visão de jogo, passe.

Rende bem atuando como ala esquerdo. Pode fazer também a função de extremo pela esquerda.


Vamos evidenciar, com capturas, as faixas de campo mais exploradas por Juninho.

POSICIONAMENTO


Juninho preferencialmente atua como ala, porém, pode jogar como lateral defensivo, pois guarda bem a primeira linha e faz muito bem a compensação no balanço defensivo.

O jogador tem alguns gols ao longo da carreira, pois costuma ir bem ao ataque e atua também como extremo pela esquerda.

MOMENTO OFENSIVO

É um atleta que possui uma boa visão de jogo, consegue perceber a movimentação dos companheiros e passar bem a bola. Gosta de utilizar tabelas, mas vai pouco ao fundo do campo. Porém, quando chega, erra poucos cruzamentos.

Tem bom passe e sabe flutuar bastante em diagonal, quebrando linhas com controle de bola, uma das características fortes do atleta.

MOMENTO DEFENSIVO

Juninho melhorou seu biótipo ao longo da carreira. Era franzino e não suportava muita carga física. Velocidade na recomposição não é seu forte e é algo que precisa ser trabalhado. No 1x1, não deixa a desejar.

Tem como ponto forte a leitura e senso de marcação por zona com referência na bola. Deixa a desejar na bola aérea defensiva.

Agora, vamos pontuar questões individuais como: física, emocional, técnica, tática e características específicas.

Vamos ao que interessa. Pontuação de 1 a 10:

POSIÇÃO: Lateral esquerdo CARACTERÍSTICAS: posicionamento, passe, visão de jogo.

FÍSICO: Nota 9 Atleta está em forma e vivendo um bom momento físico.

EMOCIONAL: Nota 8 Atleta que sabe controlar bem o emocional dentro dos jogos.

TÉCNICA: Nota 7.5 Atleta de boa técnica para a função, tem bom passe e tranquilidade para jogar.

TÁTICA: Nota 8 Atleta pode fazer outra função e sabe trabalhar bem na primeira linha.

FINALIZAÇÃO: Nota 7 Atleta tem alguns gols na carreira, mas o arremate de fora da área não tem tanta precisão.

VELOCIDADE: Nota 7 Não é velocista. Apenas tem boa explosão de até 20 metros.

MÉDIA: 7.75

CONSIDERAÇÕES FINAIS 

Juninho é uma atleta que tem dificuldades na bola aérea. Além de não possuir uma estatura avantajada, ele também não tem muita impulsão. Seu forte defensivo é a leitura do jogo. Faz bem o balanço na primeira linha e corta bolas com boas diagonais. O atleta caiu de produção nos anos de 2013 a 2015. 2016 foi um ano de reafirmação física e psicológica no Goiás. Esse lateral é mais uma tentativa do clube de corrigir um problema de anos no setor. Parece-nos que trouxe um atleta que vive um bom momento. Há o fato de estar jogando numa liga sem muito prestígio e fora do país. Acompanhar esse desempenho de perto é difícil e entendemos que a contratação foi através de vídeos. Sem dúvidas, o clube tem essa carência, e esse colunista nem se lembrava dessa opção para a lateral, o que faz de mim também um analista sem embasamento para contestar a contratação.

Por Adson Piedade / @AdsonPiedade
Fotos: Edição nossa e Divulgação E.C. Vitória 

0 comentários:

Postar um comentário