ANALISANDO O CONTRATADO: Danilinho


Danilo Veron Bairros

Para o futebol, apenas Danilinho. Mato-grossense, nascido em Ponta Porã, atua como Meia Atacante, tem 30 anos, altura 1,70cm e é destro. Atleta revelado na base do América de São José do Rio Preto no ano de 2003. No final de 2008, foi negociado para atuar no México pelo Jaguares de Chiapas. Foram 85 jogos até 2010, com 13 gols. Em 2011, foi vendido ao gigante Tigres, também do México, fez 63 jogos e 7 gols. Em 2012, voltou ao Atlético Mineiro por empréstimo e teve um bom desempenho novamente: 35 jogos e 9 gols. Por empréstimo, também foi ao Querétaro, do México, e ficou de 2014 a 2015. Começava aí o seu declínio. Foram 59 jogos e apenas 1 gol. Em 2016, foi emprestado ao Chiapas e ao Fluminense, com 25 jogos no total e apenas 1 gol marcado pelo time mexicano. O último jogo completo que Danilinho fez foi em 21/08/2016 pela Série A, Santa Cruz vs Fluminense e a última partida em 27/11/2016 frente ao Figueirense, saindo aos 23 minutos do segundo tempo.

Suas principais características eram: dribles, velocidade, passe e finalização.

Rendia bem atuando como atacante pelos lados. Pode fazer também a função de meia atacante central.


Vamos evidenciar, com capturas, as faixas de campo mais exploradas por Danilinho.

POSICIONAMENTO


Danilinho preferencialmente atua pelos lados do campo, pelo menos em seus últimos jogos.

O jogador tem muita visão de passe quando no fundo do campo, é um verdadeiro garçom para os companheiros, não se precipita para chutar sem ângulo e prefere sempre encontrar alguém livre para marcar.

MOMENTO OFENSIVO 

Era um atleta liso, difícil de ser marcado. Tem muitos gols na carreira e dispõe também de bons números em assistências.

Tem boa técnica, passe e precisão nos arremates.

Agora, vamos pontuar questões individuais como: física, emocional, técnica, tática e características específicas.

Vamos ao que interessa. Pontuação de 1 a 10:

POSIÇÃO: Meia Atacante CARACTERÍSTICAS: drible, passe, precisão nos chutes.

FÍSICO: Nota 6
Pela forma que apresentou no Vitória, vai precisar de muitos jogos, treinos e dedicação para entrar em condições físicas ideais.

EMOCIONAL: Nota 9
Atleta acostumado a grandes jogos, decidir grandes jogos.

TÉCNICA: Nota 8
Atleta de boa técnica para a função e tem bom passe, dribles

TÁTICA: Nota 7
Atleta pode fazer três funções.

FINALIZAÇÃO: Nota 8
Muita precisão nos chutes de dentro da área.

VELOCIDADE: Nota 8
Tinha boa explosão física e velocidade para mais de 20 metros.

MÉDIA: 7.67

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Danilinho é mais uma contratação da era PET que precisa ser explicada, logo na mesma semana que o clube divulgou que o setor de inteligência está funcionando. O atleta não atuou em 2017 e teve um 2015 e 2016 irregular e fraco. Será que era no mercado o nome ideal para ajudar a salvar o time do rebaixamento? Para este colunista, não. Só nos resta é torcer.

Por Adson Piedade/@AdsonPiedade 

0 comentários:

Postar um comentário