ANALISANDO O CONTRATADO: Neilton


Neilton Meira Mestzk, para o futebol, apenas Neilton. Mineiro da cidade de Nanuque, atua como meia atacante, tem 23 anos, altura  1,66cm e é destro. O atleta surgiu no Água Santa de São Paulo e chegou no Santos Futebol Clube em 2008, sendo revelado pelo clube praiano. Em março de 2013 passou a atuar como profissional, apresentando boas exibições, inclusive, com gols e assistências. Com contrato vigente até maio de 2014, o Santos futebol clube (detentor do seu passe) esbarrava na dificuldade de renovação por conta de desentendimentos com o agente do atleta. Até então, tido como o novo Neymar, o jovem Neílton perdeu um pouco o foco e isso afetou seu trabalho em campo. Em 2014 foi contratado pelo Cruzeiro e teve uma passagem extremamente apagada por conta do fardo emocional que carregou na saída do Santos, marcando apenas um gol e posteriormente sendo emprestado ao Botafogo para a disputa da Série B em 2015.

No clube carioca agregou qualidade ao time que se sagrou campeão da Série B, com participação direta em assistências, gols e boas atuações. No brasileirão de 2016 continuou em ascensão e confirmou sua qualidade na elite, decidindo jogos de alto nível, mostrando maturidade e valentia com a bola. Suas principais características são: drible, passe e finalização. Domina o conceito de ataque posicional e pratica uma movimentação ofensiva diferenciada. Sua leitura tática de jogo e zona, sem a bola, é muito evoluída.

Rende bem atuando na função de extremo, em linhas de 4, com marcação por zona e referência na bola. Seu forte são os sistemas de 4-2-3-1 ou 4-3-2-1.Como Meia Atacante pelo lado esquerdo, utiliza o enquadramento do corpo corretamente para sair do primeiro combate, usando o primeiro toque na bola e evitando contato por ser leve.

Vamos evidenciar com capturas, as faixas de campo mais exploradas por Neilton no seu último clube, o São Paulo. 


POSICIONAMENTO



Neilton preferencialmente atua pela esquerda, porém, não apresenta dificuldades para atuar na direita e nem em vir de trás pelo centro. Esconde bem a bola, mas não suporta cargas na hora da proteção.

O jogador, que fez um bom 2015 e 2016 à frente do Botafogo, chega em momento de baixa, proveniente do São Paulo. Para nós, pareceu falta de foco e concentração nos jogos, pois, sua parte física parece muito boa. Sabemos também que a qualidade técnica do jogador para aparecer, precisa muito do fator emocional e psicológico, e por isso, o extracampo conta muito e deve estar estabilizado.

MOMENTO OFENSIVO

Atleta inteligente do segundo terço para frente, onde a sua movimentação para ocupar espaços é um diferencial. Trabalha muito bem os passes curtos e suas jogadas pessoais costumam sempre levar perigo. Tem explosão forte e permanece intenso na corrida.

Sua finalização e visão do desenrolar das jogadas é acima da média. Utiliza as diagonais, com e sem a bola, para se livrar da marcação, tendo facilidade para chegar na área e finalizar.

MOMENTO DEFENSIVO

Na marcação por zona ele fecha os espaços antes do oponente receber a bola e evita desgaste desnecessário de correr atrás após o lançamento. Ajuda o time na recomposição dos espaços no campo e está sempre bem posicionado nas linhas defensivas. 


Agora, vamos pontuar questões individuais como: física, emocional, técnica, tática e características específicas.

Vamos ao que interessa. Pontuação de 1 a 10:

POSIÇÃO: MEIA ATACANTE   CARACTERÍSTICAS: Passe, Finalização, Dribles.

FÍSICO: Nota 8
Apesar de pequeno e leve, é forte fisicamente.

EMOCIONAL: Nota 8
Atleta jovem, porém, formado num gigante e pronto para decidir grandes jogos.

TÉCNICA: Nota 9
Atleta altamente técnico, o chamado ladrão da bola no popular.

TÁTICA: Nota 9
Atleta muito consciente no jogo tático e no que ocorre dentro do campo.

FINALIZAÇÃO: Nota 8
Apesar de destro, finaliza bem também com a perna esquerda. E sua precisão é muito boa.

VELOCIDADE
: Nota 8
Atleta rápido em todas as ações no campo, boa explosão e alcance de longas distâncias na corrida.


MÉDIA: 8.30



CONSIDERAÇÕES FINAIS

Neilton surgiu no Santos futebol clube, muito conhecido por possuir uma categoria de base de excelência no futebol mundial. Entretanto, por má influência de quem gerencia a sua carreira, acabou perdendo o foco em atingir rapidamente o TOPO do futebol brasileiro, e, porque não, da Europa. Ao meu ver, jogou em alto nível no Botafogo e só não teve oportunidades na sua chegada ao Cruzeiro, porque o time era bem entrosado, atual campeão brasileiro, e com no mínimo, 18 atletas a sua frente. Como frisamos, seu repertório de futebol é extenso, valendo a pena destacar alguns fundamentos como: passe, controle de bola, finalização, drible, finta, visão de jogo e outros improvisos. Agora está nas mãos de PET saber utilizá-lo, e, através de uma boa conversa, entender as dificuldades desse atleta fora de campo. Dentro das quatro linhas e em nosso esquema 4-2-1-3, não o colocar para receber bola de costas, pois, a proteção não é o seu forte. Neilton nunca esteve em minha lista, até porque, percebia que tratava-se de um jogador com um nível acima do que essa nova direção poderia  nos trazer, mas, sem dúvidas, esse colunista estando no clube gostaria também de contar com um jogador de qualidade comprovada como ele. Se for o Neílton do Botafogo, trata-se de um baita reforço!

Por Adson Piedade / @AdsonPiedade
Foto:  Divulgação Vitória.





Para receber este e todos os conteúdos completos e com exclusividade, seja nosso assinante por apenas R$ 5,00 mensais (CLIQUE AQUI). 

*Pagamento pode ser feito por cartão de crédito


Foto: Divulgação E.C. Vitória

0 comentários:

Postar um comentário