ANALISANDO O CONTRATADO: Cleiton Xavier

Cleiton Ribeiro Xavier, ou só Cleiton Xavier, é alagoano de São José da Tapéra/AL. Atua como Apoiador e Meia Armador, tem 33 anos, mede 1,78, e é Destro. Atleta revelado nas categorias de base do CSA de Alagoas. Em 2002 Cleiton foi negociado com o Internacional de Porto Alegre, no clube gaúcho fez 95 partidas e marcou 8 gols. A partir de 2005 Cleiton rodou vários clubes pelo Brasil, se destacando nas temporadas de 2007 e 2008 no Figueirense, foram 65 jogos e 14 gols. Chegando ao Palmeiras em 2009 ainda por empréstimo e atingiu o Alto Nível da carreira. Fase que o levou a ser convocado por Dunga para uma partida contra o Chile pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Foram dois anos no clube paulista com 90 partidas 16 gols e ganhou o apelido de CX10. Se transferiu para o futebol ucraniano por 4.5 milhões de Euros atuando por quatro temporadas e meia no Metalist, com 147 jogos e uma marca absurda de 59 gols. Em fevereiro de 2015 voltou ao Palmeiras consagrado e tem o carinho da torcida até hoje, pois apesar de problemas físicos e as lesões constantes, ajudou o grupo em alguns títulos, fez 52 jogos e marcou 5 gols. O curioso da carreira de Cleiton é que inciou como volante/apoiador e passou a meia atacante de muito gols e hoje vem mostrando quase um retorno de função. Suas principais características são, passe, jogo posicional, visão, finalização, e construção de jogo. Rende bem jogando centralizado a frente dos dois volantes e com liberdade para flutuar. Joga também como apoiador dos dois lados em meio campo em V ou em losango, apesar de não ter mais gás para suportar função box-to-box. Cuca soube utilizar o atleta, trabalhou da mesma forma que no futebol Europeu, alguns jogos titular e depois substituído, outros reserva por opção e uma arma secreta que decidiu vários jogos com essa estrategia.

Vamos evidenciar com capturas as faixas de campo mais exploradas por Cleiton Xavier no Palmeiras.

POSICIONAMENTO

Cleiton é o tipo do jogador que quer a bola a todo momento, eu e meu pai costumamos chamar atletas assim de carimbador "maluco", faz a bola andar de lado a lado, e serve como um termômetro para o time. Suas bolas paradas também são bastante perigosas. Seu diferencial também é o passe sempre com intenção futura, tabelas e jogadas limpas bem construídas. Trabalha o jogo na frente dos meias adversário atraindo os volantes a desorganizar suas linhas com passes ora rápidos, ora lentos, mas com o segredo de sempre servir de opção e cair no vazio. Chamamos de tocar e passar. Decisivo quando tem chances no ultimo terço do campo, genialidade pra conduzir o time no segundo terço e experiente pra fechar espaços no primeiro terço.   


Na fase defensiva sabe combater na zona, roubar passe por indução e com boa leitura de interpretação. Fruto de seu inicio de carreira.

Na fase de construção flutua da frente pra trás, constrói, seja cadenciando para chamar a atenção e depois alongar a bola com excelente fundamento de lançamento, ou com tabelas curtas. 


Na fase ofensiva consegue ser mortal na finalização, seu fundamento de chute é bem lapidado dentro e fora da área. Também decide jogos de falta, apesar de no Palmeiras não ter sido o cobrador oficial. Sabe também se infiltrar pra chegar na área, seja com tabelas por dentro ou atacando o espaço.



Agora, vamos pontuar questões individuais como: física, emocional, técnica, tática e características especificas.

Vamos ao que interessa. Pontuação de 1 a 10:

POSIÇÃO: MEIA ATACANTE   CARACTERÍSTICAS: Finalização, Cobranças de Faltas, Infiltração.

FÍSICO: Nota 6
Atleta teve uma melhora acentuada nos últimos 6 meses. Mas precisa provar aqui.

EMOCIONAL: Nota 10
Atleta experimentado, acostumado a decidir grandes jogos. Frieza e tranquilidade pra jogar.

TÉCNICA: Nota 9
Atleta com todos fundamentos acima da média. 

TÁTICA: Nota 10
Atleta pode executar até quatro funções no campo, joga futebol moderno de ataque, defesa e controle de bola. 

FINALIZAÇÃO: Nota 9
É só olhar o histórico do atleta e ver a quantidade de gols e bola na trave na carreira. Tem precisão acentuada para um Meia. Tem atacante aí que marca 4 gols por ano. 

VELOCIDADE: Nota 6
Atleta tem problemas  físicos e de lesões, já vai completar 34 anos e isso influencia em sua velocidade. Não é seu forte

MÉDIA: 8.8

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Cleiton Xavier não suporta disputas de ombro a ombro e não costuma chegar primeiro em bolas divididas. Vejo muita dificuldade para ele no primeiro semestre do Vitória, gramados ruins e marcação muito forte pelo nome que tem e o clima quente. O atleta tem muita qualidade no ultimo passe, faz muitas assistências pra gol. É um jogador que despensa apresentação, e todos sabem o porque Cuca não o deixou como titular absoluto, primeiro pelos motivos que já citei e segundo porque o modelo de marcação era encaixe individual por setor, pressing e perseguição, situações de jogo que Xavier não suportaria. Com isso, minha intenção nessas considerações finais é chamar a atenção do departamento físico e técnico do clube para não estourar o atleta antes da hora e ao torcedor é de dar um desconto ao jogador pela dificuldade técnica que será o primeiro semestre. É provável que seja caçado nos jogos. Com um plano de estrategia bem traçado esse Colunista estando na Presidência também contrataria o Professor Xavier, mesmo com os 34 anos de idade que vai completar, talvez não por dois anos e meio de contrato. Mas, teremos um baita REFORÇO! se bem utilizado por Argel.

Por Adson Piedade / @AdsonPiedade
Foto: Edição nossa / Ecvitória Divulgação.

Fiquem ai com uns vídeos do atleta. 







0 comentários:

Postar um comentário