PAPO TÁTICO: Vitória se impõe e goleia o Flamengo de Guanambi no Barradão

Antes de adentrarmos a goleada do Vitória sobre o Flamengo de Guanambi por 3 x 0, é importante destacar que, no último Papo Tático,  deixei claro a necessidade da mudança do estilo de jogo do Vitória para com adversários inferiores tecnicamente, e isso aconteceu. 

Mais uma vez Mancini só abriu mão de um dos seus volantes caçadores por conta de lesão. Sem Farias, Marcelo foi promovido à equipe titular. Leandro Domingues teve sua primeira chance entre os titulares, assim como David (na vaga de Vander), a carta na manga de Mancini para o duelo. Inexplicável como o jovem não havia sido ainda utilizado na atual temporada. Estreante da noite, Kieza atuou no lugar de Robert.

As mudanças deixaram, claramente, a equipe mais leve. O gol logo no início da partida deu a tranquilidade necessária para a bela exibição. Destaque para a constante movimentação do setor ofensivo, juntamente com o toque de qualidade de Leandro Domingues. 

Durante os dois últimos jogos foi possível observar o Vitória postado numa variação de 4-2-1-3 e 4-2-3-1.


Sem a posse de bola, um esboço do 4-2-3-1. Em destaque, os três meias e o atacante. Mais atrás, Marcelo se infiltrou na primeira linha para cobrir a saída de Victor Ramos que disputava a primeira bola pelo alto. Percebam nos dois círculos vermelhos, os extremos do Vitória preocupados com o apoio dos laterais adversários. Mais importante do que manter um esquema tático, os jogadores se preocupam em cumprir o que foi pedido pelo treinador. Por isso, o 4-2-3-1, quando sem a posse de bola, acontece mais por situação de jogo, não como padrão definido. 


Esse outro momento mostra o Vitória com a posse de bola, num 4-2-1-3 bem definido, os extremos avançam buscando as diagonais e o postado dos laterais adversários. 

Homem Surpresa

Espero que Marcelo tenha mostrado ao treinador a necessidade de se ter um jogador mais técnico por aquele setor, seguindo assim a tendência do futebol moderno, onde todos marcam e todos jogam.


Autor do segundo gol, vejam onde Marcelo aparece para ser opção de passe e finalizar com perfeição. É o chamado homem surpresa que tanto cobramos e que pode desequilibrar uma partida, confundindo o sistema de marcação adversário.  

Apesar de aguerrido e organizado, o Flamengo de Guanambi não foi páreo para o Vitória dentro do Barradão. O rubro-negro da capital irá encontrar oponentes muito superiores ao Guanambi, e precisará mostrar uma evolução ainda maior para superar as adversidades, porém, a atuação de ontem me deixa com a sensação de que é possível evoluir ainda mais, chegando ao nível de disputar uma série A com dignidade, não esquecendo de alguns reforços necessários. 

Alguns pontos ainda devem ser trabalhados e corrigidos por Mancini, como a individualidade em demasia por parte de alguns jogadores. 

Algumas observações:

Marcelo: Deu mais dinâmica ao meio campo, sendo opção de jogo. Precisa de mais jogos para pegar confiança e errar menos.

Victor Ramos: Estreia segura, correspondendo as expectativas.

Kieza: Boa movimentação, dando outra dinâmica ao sistema ofensivo.

Leandro Domingues: O maestro. Está acima tecnicamente dos demais. Deu o toque de qualidade e experiência. Há algum tempo não temos um meia central de tamanha qualidade. Estando bem fisicamente, é a 10 e a faixa. 

David: Espero que Mancini tenha esquecido de vez William Henrique. Gostaria muito de saber o motivo para David ter ficado tanto tempo na geladeira.

Arthur Maia: Entrou no decorrer e deu duas assistências, deixando Robert de cara em duas oportunidades desperdiçadas. Muito boa opção, espero que continue motivado mesmo com o banco para Leandro Domingues.

Destaco mais uma vez a movimentação do setor ofensivo rubro-negro. Bem trabalhado, vejo essa dinâmica como a maior arma para enfrentar os gigantes do futebol brasileiro. 

Por Cassio Santos/@CassioNSantos

Um comentário:

  1. Gostei do jogo dos nossos 10. Não lembro a última vez que o Vitória teve um 10 como Domingues em campo e um reserva como o Maia. Leandro é mais experiente e tem o cacoete bem treinado da posição, mas Maia volta e meia mostra que tem potencial e pode crescer muito na sombra do titular. Aliás, Leandro não aguentará um jogo inteiro na série A. Vejo futuro nesse elenco do Vitória!

    ResponderExcluir