Parceria que pode dar certo: Torcida abraça time de Basquete do Vitória em estréia no NBB

Em parceria com o Grupo de Ensino Universo, o Vitória estreou ontem à noite no NBB, maior competição do basquete brasileiro.

Conferi de perto a partida e fui surpreendido em várias situações. Primeiro, a estrutura do Ginásio Poliesportivo situado no bairro de Cajazeiras, uma bela estrutura que possui condições de receber grandes eventos.


Outra surpresa foi a presença da torcida rubro-negra. Aproximadamente 1.500 torcedores apoiaram a equipe e gritaram a cada ponto, além de vaiar o adversário.

Em quadra uma equipe aguerrida, que não conseguiu jogar ainda melhor devido ao pouco tempo de treinamento (15 dias), o que acarretou no pouco entrosamento. Sem contar as ausências dos dois principais jogadores, o espanhol Alvaro Calvo e o norte-americano Kojo Mensah, que não puderam atuar por conta dos vistos, mas devem estar aptos para o próximo compromisso.

Ovacionado pela torcida, o norte-americano, armador do Vitória, Jason Smith, foi de longe o maior destaque da equipe.


Pelo que percebi, a entrada do Vitória no NBB pode trazer grandes frutos ao clube. A princípio, a parceria com a Universo é de um ano, podendo ser renovada por mais dois. Enquanto o Grupo de Ensino arca com os salários dos atletas, o Vitória sede toda uma estrutura ao elenco, além de, consequentemente, o apoio da torcida.

Agumas rádios de fora do Estado e repórteres baianos cobriram o evento. Quem também compareceu foi o presidente Raimundo Viana, tietado pela torcida ao final da partida.


Por Cássio Santos/@CassioNSantos

0 comentários:

Postar um comentário