2016 com Vagner Mancini ou Wesley Carvalho?

Depois de conquistar o acesso à serie A do campeonato brasileiro, o Vitória voltou suas atenções para a temporada 2016. 

Defendo a tese que para se ter um bom planejamento é necessário primeiramente definir o comando técnico, para que em conjunto possa ser traçado o estilo de jogo da equipe e características de jogadores a serem contratados. O ideal é que o técnico seja contratado para um projeto a médio e longo prazo, diferente do que acontece na grande maioria dos clubes no Brasil. Por isso, é necessário acertar na escolha do comandante neste primeiro momento. 

A diretoria rubro-negra terá uma reunião com Vagner Mancini para definir o futuro de ambos. Outra opção, ainda não citada pela cúpula, está dentro de casa, trata-se de Wesley Carvalho. 

Mancini já declarou que pretende continuar no Leão, caso a diretoria apresente um bom projeto. A favor do treinador está a experiência de quem já comandou grandes clubes no cenário nacional como Santos e Botafogo, além da sua segunda boa passagem pelo Vitória. 

Wesley Carvalho tem a seu favor a opção mais em conta financeiramente e um técnico promissor, que demonstrou bastante qualidade quando assumiu a equipe em uma situação turbulenta, conseguindo bons resultados e deixando o caminho pronto para Vagner Mancini. 

Contra Mancini está o trabalho em conjunto e proximidade com alguns empresários, o que poderia facilitar a negociação de algum bom jogador, por outro lado facilitaria também a chegada de atletas em baixa, vendo o Vitória como vitrine para voltar ao cenário.

Já Wesley Carvalho tem a inexperiência como seu principal empecilho. O que pode gerar dúvidas em muitos torcedores e dirigentes, principalmente com resultados adversos no início da temporada.

Em termos táticos ambos se assemelham no quesito ofensividade. Mancini um adepto do 4-2-3-1 que gosta de atuar de forma vertical, marcando alto e agredindo o adversário. Wesley não fica pra trás, e mostrou que gosta da marcação avançada e do jogo pra frente, sufocando o adversário.

Em uma rápida enquete realizada pelo parceiro Adson Piedade através do Twitter, 84% dos 58 torcedores que participaram, optaram pela continuidade de Mancini, enquanto 16% preferem Wesley Carvalho

Como citei no início do texto, o nome de Wesley ainda não foi ventilado, já que a prioridade é a conversa com Mancini, Porém, caso as coisas não aconteçam, Wesley Carvalho pode ser uma opção. 

Bons exemplos não faltam pelo Brasil, principalmente em 2015, onde a nova safra de treinadores mostraram bons trabalhos, são os casos de Roger pelo Grêmio, Milton Mendes pelo Atlético Paranaense, Eduardo Baptista com o Sport e Fluminense, entre outros.

Por Cassio Santos/@CassioNSantos  

0 comentários:

Postar um comentário