PAPO TÁTICO: Mesmo desorganizado, Vitória vence o ABC na base da superação

Alívio! Este foi o sentimento do torcedor rubro-negro quando o árbitro encerrou o duelo entre Vitória e ABC no Barradão. Mesmo com dois jogadores a menos e um pênalti cometido, o Leão venceu a equipe de Natal por 2 x 0, com gols de Pedro Ken e Rogério.

Mal posicionado dentro de campo, o Vitória passou sufoco nos primeiros 20 minutos da partida. O ABC marcava as opções de saída de jogo do Leão (Pedro Ken, Escudero e Flávio), forçando os chutões de Mattis e Ramon, podendo ter saído na frente do placar, se não fosse o atacante Kayke ter perdido um gol de cara.

Coisas do futebol - Mesmo desorganizado, o time rubro-negro abriu o placar com Pedro Ken, após belo passe de Diogo Matheus, e Rogério, após passe de Amaral. 

A partir daí, a equipe se tranquilizou e avançou sua segunda linha, encaixando a marcação e evitando espaços para a transição ofensiva adversária, como pode ser visto na imagem abaixo.


Vejam que todas as opções de passe próximas ao jogador com a posse de bola estão dentro da zona de marcação. Três jogadores da segunda linha marcam no campo de ataque.

Após os 30 minutos, Amaral dá um carrinho desnecessário no meio campo e acaba sendo corretamente expulso. O que comprometeu o restante do jogo para os comandados de Vagner Mancini. 

O treinador não mudou o esquema após a expulsão, apenas foi obrigado a desfazer o 4-1-4-1 e marcar no 4-4-1 (Veja a imagem).

Mancini fez correto. continuou com as duas linhas de 4, formada por Rogério, Flávio, Pedro Ken e Escudero. Na segunda etapa, Rogério saiu para a entrada de Rhayner, porém, o sistema foi mantido. 

Um jogo de defesa x ataque, e a situação ficou ainda pior para o Leão, quando Ramon cometeu pênalti, sendo expulso em seguida, por ter colocado a mão na bola intencionalmente. 

Fernando Miguel defendeu mais um, no entanto, não poderia deixar de citar o erro do goleiro ao sair precipitadamente de sua meta (lance do pênalti), deixando o gol aberto para o atacante adversário. 

Em resumo, foi uma partida que o time não atuou bem, mas a superação falou mais alto. É preciso que Mancini corrija os defeitos da equipe urgentemente, agora a cobrança aumenta da minha parte, já que são duas semanas inteiras treinando o grupo. 

Por Cassio Santos/@CassioNSantos


0 comentários:

Postar um comentário