O Vitória entrou em campo para encarar o arquirrival Bahia, em jogo válido pela 6ª rodada do Campeonato Baiano 2018.

É do conhecimento de todos que a partida terminou no decorrer da segunda etapa por conta do número de expulsões da equipe rubro-negra. Neste caso, em nosso Papo Tático de hoje, vamos abordar o que aconteceu em campo até antes da confusão, que é o que nos interessa.
Mancini escalou o Vitória com: Fernando Miguel; Wellison, Kanu, Bruno Bispo e Bryan; Correia, Ramon, Yago e Rhayner; Neílton e Denílson.

A entrada de Ramon na equipe principal, para atuar como volante mostrou que Mancini estava preocupado com um problema apresentado pela equipe nos últimos jogos, a transição defensiva. O Vitória vinha mostrando um futebol bastante ofensivo, porém, ainda não havia conseguido o equilíbrio para se defender após a perda da posse de bola. Lembrando que não entrei no mérito de certo ou errado.

Fato é que, com a entrada de Ramon como segundo volante, o time perde outro jogador para se apresentar na fase de preparação das jogadas, por outro lado, equilibra a transição defensiva, por ter dois volantes mais atrás protegendo o avanço dos laterais.


A imagem acima mostra como no momento ofensivo ....


Para poder continuar lendo ou assistindo este e todos os conteúdos completos, seja nosso assinante por apenas R$ 5,00 mensais (CLIQUE AQUI). Nosso assinante também participa de sorteios e lista de transmissão no WhatsApp. Para pagamento via boleto nos informe seu e-mail (@colunaecvitoria@gmail.com).  

Planos:

Mensal 5,00: 
Semestral: 28,00:
 
O Vitória voltou a jogar nesta quinta-feira (15) para encarar o Corumbaense, em jogo válido pela segunda fase da Copa do Brasil.

Mancini escalou o Vitória com uma novidade, a presença de José Wellison (retornando de um período longo após lesão), além da manutenção de André Lima. O rubro-negro foi a campo com: Fernando Miguel; Lucas Marques, Kanu, Bruno Bispo e Bryan; Correia, José Wellison, Yago e Rhayner; Neílton e André Lima.

Atuando no 4-4-2 (momento defensivo), o time iniciou com Correia e José Welison por dentro, Rhayner e Yago como extremos, na segunda linha. André Lima e Neílton à frente.

Como esperado, a equipe adversária veio com uma proposta reativa, já que o empate levaria a partida para a disputa por pênaltis. Durante o primeiro tempo, o rubro-negro teve dificuldades para romper a retranca do oponente. O toque de bola um pouco mais lento, não dava a aceleração necessária para encontrar espaços. A tentativa de criar superioridade pelo centro, não vinha surtindo tanto efeito.
Na imagem podemos ver o time tentando encontrar espaços pelo centro, com André fora da área buscando ser opção de passe no espaço vazio, assim como Neílton que busca servir como opção. Yago e Wellison buscam se movimentar também. Ainda na imagem são 5 jogadores do Vitória x 5 jogadores adversários.


Sem Lucas (lesionado) pelo lado direito...

Para poder continuar lendo ou assistindo este e todos os conteúdos completos, seja nosso assinante por apenas R$ 5,00 mensais (CLIQUE AQUI). Nosso assinante também participa de sorteios e lista de transmissão no WhatsApp. Para pagamento via boleto nos informe seu e-mail (@colunaecvitoria@gmail.com).  

Planos:

Mensal 5,00: 
Semestral: 28,00:
 


José Rodrigo Andrade Ramos

Para o futebol, Rodrigo Andrade. O paraense é Volante, tem 21 anos, altura 1,75cm e é destro. Rodrigo Andrade chegou às categorias de base do Papão em 2014. Em dezembro de 2015 fez seu primeiro jogo como profissional ainda com idade de sub-17. Em 2016 passou a ser titular do time ainda com 18 anos, participando de 23 partidas na temporada, marcando 2 gols. Na temporada de 2017 se consolidou na equipe do Paysandu atuando em 44 jogos com 5 gols e algumas assistências, chamando a atenção do gigante Santos Futebol Clube. 
O meio campista apareceu rapidamente pela sua volúpia no jogo ofensivo, mesmo sendo volante. Desempenhando a função de Apoiador, levava o Paysandu a frente com saída em velocidade com bola dominada e chegada na área como homem surpresa.
Se tratando de um Box to Box, Andrade rouba muitas bolas quando no retorno em velocidade a sua área na recomposição. Gosta também de arriscar chutes a media distancia, além de se posicionar no entre linhas para tentar passes e tabelas.
Pelo lado do campo, Andrade também tem boa intimidade, sabe ultrapassar e fazer cruzamentos para área.
Suas principais características são: Apoio, chegada na área, desarmes e chutes de média distancia.

Assista abaixo a análise tática sobre Rodrigo Andrade:



Para poder continuar lendo ou assistindo este e todos os conteúdos completos, seja nosso assinante por apenas R$ 5,00 mensais (CLIQUE AQUI). Nosso assinante também participa de sorteios e lista de transmissão no WhatsApp. Para pagamento via boleto nos informe seu e-mail (@colunaecvitoria@gmail.com).  

Planos:

Mensal 5,00: 
Semestral: 28,00:
 
Anual: 55,00:   


Alexander Baumjohann

Para o futebol, Baumjohann. O Alemão nasceu em Waltrop na Alemanha Ocidental e é Meia. Tem 31 anos, altura 1,78cm e é destro. Alexander esteve em 2017 no Coritiba e atuou em apenas duas partidas. Na temporada 2015/2016 jogou 27 partidas pelo Hertha e marcou um gol. O atleta tem larga experiência em grandes competições e jogos na Europa, principalmente na Alemanha.
Mas o Alemão carrega também em seu currículo duas lesões graves de joelho. E comparando seu peso entre os anos de 2015 e 2017 o que se observa é um biótipo desconfigurado, quando em vídeos atuando em alto nível na Alemanha.

Suas principais características são: Passe, visão de jogo, criação de jogadas e o jogo posicional.

Assista abaixo a análise de Alexander Baumjohann:



Para poder continuar lendo ou assistindo este e todos os conteúdos completos, seja nosso assinante por apenas R$ 5,00 mensais (CLIQUE AQUI). Nosso assinante também participa de sorteios e lista de transmissão no WhatsApp. Para pagamento via boleto nos informe seu e-mail (@colunaecvitoria@gmail.com).  

Planos:

Mensal 5,00: 
Semestral: 28,00:
 
Anual: 55,00:   

O Vitória encarou o ABC, no Frasqueirão, em jogo válido pela 3ª rodada da Copa do Nordeste, partida que valia a liderança isolada do grupo B.

Mancini escalou o Vitória com: Fernando Miguel; Lucas Marques, Kanu, Bruno Bispo e Bryan; Correia, Yago, Juninho e Rhayner; Neílton e André Lima.


Mancini manteve a ideia do jogo anterior, com Yago atuando por dentro da segunda linha do 4-4-2 (ao lado de Correia), Rhayner e Juninho como extremos. 

Um dos aspectos do modelo de jogo do Vitória é a construção das jogadas com toques curtos, a presença de Yago por dentro contribui para este aspecto, no entanto, foi a partir de um erro do meia, que o ABC aproveitou para abrir o placar. 

Para poder continuar lendo ou assistindo este e todos os conteúdos completos, seja nosso assinante por apenas R$ 5,00 mensais (CLIQUE AQUI). Nosso assinante também participa de sorteios e lista de transmissão no WhatsApp. Para pagamento via boleto nos informe seu e-mail (@colunaecvitoria@gmail.com).  

Planos:

Mensal 5,00: 
Semestral: 28,00:
 
Anual: 55,00:  



Walisson Moreira Farias Maia

Para o futebol, Walisson Maia. Nasceu na cidade de Natividade-Tocantins, é zagueiro, e pode atuar também como Lateral Direito. Tem 26 anos, altura 1,87cm e é destro. Walisson Maia surgiu no Coritiba no ano de 2011. Como profissional, fez sua base no próprio Coxa desde 2010. Em 2012 começou a ser emprestado para ganhar experiência, passando pelo Ituano, Fortaleza e ASA. Ao todo, fez 17 jogos na temporada de 2011, com um gol marcado no ASA. Em 2013 foram 17 jogos pelo JMalucelli e Boa Esporte. 2014 atuou pelo atlético de Sorocaba e voltou ao Coritiba, onde ficou até agora (janeiro 2018) sendo cedido por empréstimo ao Vitória. No Coxa, como profissional, foram 77 jogos  e dois gols marcados. 
Walisson Maia apesar de cometer botes não certeiros, tem a característica de combatividade como seu forte, gosta de disputa no 1x1 para utilizar a força física no corpo a corpo.

Suas principais características são: Bola aérea defensiva, lançamento, recuperação e combate.

Assista abaixo a análise sobre Wallison Maia:


Para poder continuar lendo ou assistindo este e todos os conteúdos completos, seja nosso assinante por apenas R$ 5,00 mensais (CLIQUE AQUI). Nosso assinante também participa de sorteios e lista de transmissão no WhatsApp. Para pagamento via boleto nos informe seu e-mail (@colunaecvitoria@gmail.com).  

Planos:

Mensal 5,00: 
Semestral: 28,00:
 
Anual: 55,00:   


O Vitória conseguiu confirmar seu favoritismo diante do Globo, em jogo válido pela 1ª rodada da Copa do Brasil 2018.

Mancini escalou a equipe com uma novidade bastante interessante em relação à função exercida dentro de campo, algo que já falávamos nas redes desde o ano anterior, a utilização de Yago por dentro, numa segunda linha do 4-4-2.


Na imagem acima o 4-4-2. Com Yago atuando por dentro, Rhayner entrou na equipe para atuar como extremo pela direita. 

Propositivo, o Vitória buscou tomar as rédeas da partida e fazer valer a superioridade técnica. Muita aproximação, movimentação, troca de passes curtos.... 

Para poder continuar lendo ou assistindo este e todos os conteúdos completos, seja nosso assinante por apenas R$ 5,00 mensais (CLIQUE AQUI). Nosso assinante também participa de sorteios e lista de transmissão no WhatsApp. Para pagamento via boleto nos informe seu e-mail (@colunaecvitoria@gmail.com).  

Planos:

Mensal 5,00: 
Semestral: 28,00:
 
Anual: 55,00:  


Pedro Roberto da Silva Botelho, para o futebol, apenas Pedro Botelho. Nasceu em Salvador, atua como lateral esquerdo, tem 28 anos, altura  1,86cm e é canhoto. Pode também jogar como ponta esquerda. O atleta surgiu na base do Galícia, clube de Salvador e se transferiu para as categorias de base do Figueirense em 2005. Em 2007 fez sua estreia como profissional no jogo entre Figueira x América de Natal. Ainda em 2007 foi contratado pelo Arsenal da Inglaterra, com idade de sub20. Para que Botelho ganhasse experiência, o time Inglês emprestou o jogador a vários clubes europeus. E não foi por coincidência que o Arsenal o mandou para o futebol espanhol visando que o atleta lapidasse o fundamento de passe e movimentação, características impar, vista na Espanha. Ficou por lá de 2007 a 2012, passou por Salamanca, Celta de Vigo, Cartagena, Rayo Vallecano e Levante. Com contrato finalizado com Arsenal em junho de 2012 e sem chances no time principal de Arsène Wenger, Botelho que não fez uma partida sequer durante os 5 anos de contrato, chegou ao Atlético Paranaense em julho de 2012 em definitivo. No clube paranaense ficou até 2016 com 52 jogos e 5 gols. Passou também pelo Atlético Mineiro em 2014 e 2015 com 26 jogos e 1 gol marcado. 2016, ainda com contrato com o CAP, foi emprestado para voltar a Europa, atuando no Estoril de Portugal, fez 11 partidas lá. No ano de 2017 atuou no Boa Vista do Rio de janeiro e CRB de Alagoas, fazendo 26 jogos na temporada e marcado 1 gol no Campeonato Carioca.

No clube carioca Botelho foi visto atuando bastante como ponta esquerda. No CRB amargou o banco de reservas, mas fez, ainda assim, 10 jogos na Série B.

Rende bem atuando na função de ala/lateral em.........

Para poder continuar lendo ou assistindo este e todos os conteúdos completos, seja nosso assinante por apenas R$ 5,00 mensais (CLIQUE AQUI). Nosso assinante também participa de sorteios e lista de transmissão no WhatsApp. Para pagamento via boleto nos informe seu e-mail (@colunaecvitoria@gmail.com).  

Planos:

Mensal 5,00: 
Semestral: 28,00:
 
Anual: 55,00:   
O Vitória entrou em campo para encarar o Bahia de Feira, em jogo válido pela 4ª rodada do Campeonato Baiano 2018.

Sem poder contar com Lucas e Cedric, ambos lesionados, Mancini teve que improvisar Lucas Marques na lateral direita, tendo formado o Vitória com: Fernando Miguel; Lucas Marques; Kanu, Bruno Bispo e Bryan; Correia, Soutto, Yago e Juninho; Neílton e Denílson.


O time do Bahia de Feira é bastante experiente, composto por jogadores como Fausto, Robert, Jair, entre outros, já acostumados à competição. A proposta da equipe do interior era muito clara, realizar uma forte marcação em bloco médio, tirando os espaços da equipe rubro-negra. 

O empate para o time de Feira de Santana estaria de bom tamanho, tanto que os jogadores não tinham pressa. A imagem acima mostra como a marcação......

Para poder continuar lendo ou assistindo este e todos os conteúdos completos, seja nosso assinante por apenas R$ 5,00 mensais (CLIQUE AQUI). Nosso assinante também participa de sorteios e lista de transmissão no WhatsApp. Para pagamento via boleto nos informe seu e-mail (@colunaecvitoria@gmail.com).  

Planos:

Mensal 5,00: 
Semestral: 28,00:
 
Anual: 55,00:   



Jonatas Elias Belusso

Para o futebol, Jonatas Belusso. Nasceu na cidade de Francisco Beltrão no Paraná e é Atacante. Até 2015 poderíamos chamar o Paranaense Belusso de atacante de todo ataque. Tem 29 anos, altura 1,77cm e é destro. Belusso em seus registros conhecidos como atleta no período de base, rodou clubes de 2007 a 2009, Toledo (PR), Francisco Beltrão (PR), Orebro da Suécia e XV de Indaial (SC). Em 2010 pelo Brusque o Belusso fez seu primeiro jogo como profissional. Na temporada 2011 ele atuou por Metropolitano e Guaratinguetá, marcando 7 gols em 18 partidas no ano. Em 2012 por Guaratinguetá e Juventude fez 22 jogos e marcou 13 gols. Em 2013 Guaratinguetá e Náutico 19 jogos e 5 gols. Em 2014 jogou pelo Treze e Novo Hamburgo, com 23 jogos na temporada e 8 gols. No ano de 2015 foi para o futebol coreano após atuar em apenas 1 jogo pelo Botafogo da Paraíba, ao todo foram 49 jogos com 19 gols marcados. Voltou ao Brasil para atuar o Brasil de Pelotas em 2016 e fez apenas 10 jogos e não marcou no ano. Em 2017 Belusso viveu e vive seu melhor momento no país, pelo Brusque foi o artilheiro do campeonato catarinense com 12 gols, pelo Londrina atuou na Série B em 17 jogos com 11 gols e preferiu se transferir ao Al Shadab onde marcou apenas uma vez em 5 jogos.

Acredito que Jonatas possa atuar bem como único atacante, o chamado centroavante, ou lado a lado com outro atacante, podendo ainda atuar pelo lado esquerdo e direito, desde que, o modelo tenha linhas altas e marcação sem perseguições.

Suas principais características são: finalização, desmarque de ruptura,
frieza e passe.

Assista abaixo a análise tática de Jonatas Belusso:


Para poder continuar lendo ou assistindo este e todos os conteúdos completos, seja nosso assinante por apenas R$ 5,00 mensais (CLIQUE AQUI). Nosso assinante também participa de sorteios e lista de transmissão no WhatsApp. Para pagamento via boleto nos informe seu e-mail (@colunaecvitoria@gmail.com).  

Planos:

Mensal 5,00: 
Semestral: 28,00:
 
Anual: 55,00: